27 de julho de 2010

Possessões noturnas (ou sobre minha melhor consulta com o dr. Google)

Não me lembro quando começou, acho que foi quando morava em Rio Preto (2006). Mas pode ter sido antes. O nome é paralisia do sono, mas isso eu só fui descobrir depois.

É assim: você está dormindo, e de repente acorda. Mas não consegue se mexer. Então pensa: "bom, devo estar dormindo, isso é um sonho." No fundo, você sabe que não é. Enquanto isso, ouve barulhos (na maioria das vezes, comigo, são sons fortes, como se uma britadeira estivesse dentro da minha cabeça) e até vê coisas (já vi luzes, sombras, formas desconexas, enfim). É assustador.

Pelo que pude entender do que já li por aí, nosso sistema nervoso envia um comando para os nervos que paralisa os músculos durante certas fases do sono, e a paralisia ocorre justamente quando a consciência desperta, mas o comando continua a ser enviado.

Na primeira vez que aconteceu, depois que acordei, de manhã, me lembrei do fato e resolvi ignorá-lo, tamanha era minha preocupação com a bizarrice daquilo tudo. Então aconteceu outras vezes, sempre em um curto espaço de tempo (até mesmo em uma viagem de ônibus, uma vez) e eu resolvi buscar ajuda.

Neurologista? Não. Ia acabar fazendo um eletro, uma tomografia, ele certamente ia associar aquilo às minhas crises de epilepsia do passado e eu ia ter que tomar um belo tarja preta - tô fora. Psiquiatra? Psicólogo? Podia ser, mas eu precisava de algo bem mais prático e confortante. Uma religião, talvez?

Apelei para a mescla entre religião e ciência: o deus Google, arauto dos desesperados, ícone maior da sabedoria humana na pós-modernidade.

Lá, aprendi que a paralisia do sono é considerado um distúrbio leve de sono (leve porque não afeta diretamente a vida do indivíduo, como a narcolepsia ou o sonambulismo), e que sabe-se muito pouco sobre suas causas (estresse pode ser uma delas - jornalismo, oi?). Cerca de 50% da população teve ou vai ter ao menos um episódio durante a vida.

Este quadro se chama "O Pesadelo", de John Henry Fuseli, e todo mundo o utiliza para ilustrar a paralisia do sono (então eu vou usar também)

Mas o melhor ainda vem: a paralisia do sono tem uma ligação profunda com a cultura de vários povos, já que é sempre associada a possessões demoníacas, ligações com espíritos e até abduções por ETs (cientistas acham que boa parte dos relatos noturnos sobre fatos como esses se devem à paralisia do sono). No Brasil, existe uma personagem do folclore para o distúrbio, a Pisadeira.

Em uma comunidade do Orkut (não vou linkar porque já saí dela e estou com preguiça de procurar de novo), aprendi inclusive dicas de como se livrar das crises - se concentrar para tentar mexer o dedão do pé, por exemplo.

Em outro site, eles ensinam que a paralisia do sono é a porta de entrada para o tal do sonho lúcido, um tipo de sonho que você pode controlar. "Massa", pensei, "quando tiver isso outra vez vou pensar na Scarlett Johansson e Penelope Cruz em uma praia deserta".

O grande problema é que a paralisia do sono sempre te pega de surpresa, e sempre assusta - a não ser que você tenha crises todos os dias e já esteja acostumado com elas, o que eu acho que, aí sim, seja um problema que necessite de tratamento médico.

Curiosamente, depois que me informei, as ocorrências cessaram por um longo período, até que eu tive uma no último fim de semana. Vi uma luz meio opaca na porta do meu quarto, enquanto uma turbina de avião girava a mil a alguns centímetros dos meus ouvidos; tentei gritar e me virar na cama - tudo em vão.

Scarlett Johansson? Penelope Cruz? Fica para a próxima, quem sabe.

8 comentários:

marina aranha disse...

luís, quantas vezes eu vou ter que repetir? a scarlett johansson tem cara de gripada. não há como comparar com a penélope cruz!!

e eu já tive esse barato aí duas vezes. achei que fosse algum piripaque meu mesmo. no fim, não é, né?

Lívia Komar disse...

Eu já tive esse troço, há muitos anos. É de pirar! Mas nem sabia que tinha nome e a minha mente se normaizou por si só.
Antes que você ache que não publicaria seu comentário, acabo de fazê-lo. Já com resposta.
Inté.

Rogério Carvalho disse...

Pela primeira vez consegui encontrar um relato parecido com o que sinto. Infelizmente realizei esta pesquisa porque a sensação esta noite foi acompanhada por uma incontrolável tremedeira e sensação de morte.
Tenho 39 anos, sou professor de História e tenho andando distante do misticismo , o que tem me feito pensar em procurar ajuda profissional.Possessão.....!

Marcelo disse...

Eu já tive isso uma porrada de vezes. Ontem e hoje tive. Eu consigo me livrar, mas exige um esforço monumental pra me mexer. E se eu não me levantar da cama logo após, eu sempre tenho de novo e de novo.
Já consegui controlar uma vez, foi ótimo. Mas geralmente é amedrontador demais e eu prefiro tentar me mexer logo. Eu costumo sentir alguém agarrando minha nuca, prestes a me matar.

Anônimo disse...

Já senti várias vezes, depois consegui estabelecer uma certa semelhança entre os fatos: Sempre estou sozinha e de portas fechadas durante o dia entre 9:00 e 11:00 horas da mahnã, quando começo a dormir.Sempre estou fisicamente fraca acometida de alguma doença como gripe ou tpm e cólica...e estas coisas e também quando estou emocionalmente abalada. Todas as vezes em que me aconteceu eu não tive com quem conversar por que estava completamente só e no meu caso já senti que algo realmente me segura me sufoca ou me prende e da última vez em que tentei olhar e pra ver o que me segurava senti que meu rosto foi segurado para permanecer onde estava. Se tem alguma relação ou não eu sei lá, o que eu sei é que enquanto estou imóvel eu penso: "jesus meria josé" não deixem isso se apossar de mim" e soavemente eu percebo a dormência se afastar. Sinistro ou não, na maioria das vezes eu estou frágil espiritualmente, ou seja, quando fico sem rezar, quando brigo e estou muito magoada eu sei lá mais isso só me acontece quando eu estou só, fraca de corpo e de espirito. Se tem alguma relação ou não eu não posso dizer, sei que na semana passada senti, e as características se repentem tanto do fato como de como me sinto e onde e como o ambiente em que estou se encontra: ´sempre estou sozinha em silêncio, pela manhã com a casa fechada, totalmente... é assustador.

Osana disse...

Nossa,sabe gente...eu sinto essas coisas. Assim,sou casada tenho 22 anos,e meu esposo se queixa de que eu ando tendo sono muito agitado.Ele diz que é cm se eu estivesse lutando com algo,ou alguém,que eu fico chutando dando socos e tbm resmungando palavras que ele não entendi. Porém eu não vejo nada,é no outro dia que ele me conta.Noite passada tive que dormir no chão,pra que ele essa noite podesse dormir tranquilo,pois qd ele acorda assim de súbto por causa de mim ele não dorme mais e passa o dia todo cansado,eu me sinto mt mau com isso. Eu li aqui um comentário de uma mulher,ela diz que isso acontece c ela qd ela está fraca de espírito. Incrível que comigo é a mesma coisa. Antes de eu casar eu morava em SP,lá eu ia sempre a igreja,pois sou batizada na QUADRANGULAR,tinha vezes que eu dormia c minha mãe,e ela disse que nunca tive essas coisas durante o sono,que do jeito que eu ficava amanhecia. Agora que casei e vim pro RJ,morar em RIO DAS OSTRAS,começou isso,e aqui não tem a minha igreja,vou de vez em quando,ando sem forças pra orar e td mais. Ando sozinha espiritualmente,e eu sinto minha necessidade de se apegar c Deus,pois percebi que qd estou mais perto de Deus essas crises param e meu esposo fl que eu estou tranquila durante o sono.Sabe,noite passada tive outra vez,e eu dessa vez consegui assimilar as coisas totais,estava dormindo traquilamente e de repente uma força se apossou de mim,é cm se algo agarrasse minha nuca,em sequência por conta do incomodo na nuca enverguei meu corpo,o pescoço p trás,na msm hr eu estava tendo um sonho estranho,e eu pude ver que algo estava estremessendo meu corpo,cm se eu estivesse numa cadeira elétrica e meus olhos estavam querendo revirar.Foi assustador,e eu sei que isso não tem nada a ver c ciência,e sim é algo espiritual.Na hora eu comecei a clamar por Deus ai a coisa foi me largadando. Ai qd olhei no relógio era 03:40 ou 03:45 da madrugada.Levantei do chão e fui pra cama onde meu esposo tava. Lá comecei a assossiar os fatos e td se encaixou.Cm sou uma pessoa mt temente a Deus e estou parcialmente afastada e sozinha,espíritos malignos estão tentando me assolar p que eu fique a mercê deles. E outra eu fiquei sem qrer dormir de novo,primeiro por medo de bater no meu esposo dormindo,segundo por medo da força vir de novo,e foi o q aconteceu. Qd eu acabava de apagar vinha de novo,e só ia embora qd eu chamava por Deus ou Jesus. E assim eu tive mais umas 4 vz,a ultima vez que eu sai do transe já estava amanhecendo. Se eu fl pra vcs que não tô c medo é mentira,tenho medo sim,mas vou pedir forças a Deus pra que eu possa vencer isso. Ah,até o meu esposo fl que qd tô assim parece que estou possuida que é mt estranho. Isso que acontece me deixa mt triste,mas sei que Deus vai me livrar disso. Ele,meu esposo disse pra eu procurar um médico sabe,eu vou,não pq eu qro mas pra ele ver que eu estou me esforçando,mas sei que o médico que vai me ajudar é Jesus.Por isso gente qd vcs tiverem isso chamem por Deus,por Jesus,pelo o Espírito santo de Deus,e vcs verão cm sai logo a força. Bem dpois disso ,resolvi pesquisar no google e vi esses comentarios e se encaixam no q estou passando,mas contrário de crer que seja cientifico,sei que isso é espiritual e precisamos nos apegar a Deus.

Anônimo disse...

cara o que vc tem eo tenho tambem eo to deitado derrepente eo começo a se tremer na cama e como se eo apagasse mais consiente ae eo mecho um dedo meu e consigo me livrar disso mais é muito estranho. eo nunca fico a te o final eo sempre tento me mecher

Anônimo disse...

Tive essa experiencia varias vezes é uma sensaçao horrivel agredito que seja espiritual e nao ciencia.